PICO DA CARAPUÇA – SERRA DO CARAÇA – CATAS ALTAS – MG – TRILHA

A RPPN do Caraça fica na região central de MG, no município de Catas Altas, e abriga o Santuário do Caraça, e uma área imensa de preservação ambiental, onde há muitas variedades de orquídeas e vivem centenas de espécies de pássaros e de dezenas de mamíferos. Lá, é possível fazer visitas diariamente, de 8h às 17h, pagando-se uma pequena taxa para entrar. O local já serviu como seminário, porém, após um incêndio em 1968, o colégio foi desativado e hoje funciona um Museu nas ruínas.

Além das trilhas mais acessíveis (até 6 km), que levam a cachoeiras, poços e lugares de mata fechada, a Serra do Caraça possui sete picos: Pico do Sol (o mais alto da Cadeia do Espinhaço, 2072 m), o Pico do Inficionado (2068 m), o Pico da Carapuça (1955 m), o Pico da Canjerana (1890 m), Pico da Conceição (1800 m), Pico Três Irmãos (1675m) e o Pico da Verruguinha (1650 m). Por se tratar de uma Reserva Particular, sujeita às suas próprias regras, a administração do Santuário exige que essas trilhas aos picos sejam feitas com acompanhamento de guias cadastrados.

http://www.santuariodocaraca.com.br/atrativos-naturais/


A TRILHA | LOGÍSTICA | QUANDO IR | TURISMO | GASTRONOMIA
HOSPEDAGEM | CURIOSIDADES | FOTOS | DICAS | MAPA | WIKILOC


A TRILHA

Decidimos fazer o Pico da Carapuça, na Serra do Caraça, em julho/2016. O que achamos que seria uma preparação para o Pico da Bandeira se mostrou como uma enorme surpresa para nós (afinal, são somente 7 km de trilha, mas muuuito mais difícil do que o Bandeira). Saímos de BH de carro, por volta das 5 horas, com destino ao Santuário. Como a Portaria só abre às 8 horas, aguardamos no carro até termos o acesso. Paga-se R$10,00 por pessoa para ingresso ao Santuário, que está numa RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural) – motivo pelo qual trilhas longas não são permitidas sem guias credenciados. Encontramos o Sr. João na recepção da Pousada do Santuário e, conversando um pouco, decidimos pelo Pico da Carapuça. Imponente, ele “guarda” o Santuário, mas sua proximidade não torna a trilha mais fácil – é um desnível grande e para quem está sem um bom preparo pode ser bem puxado.

Começamos a trilha por trás da Pousada, às 8h45, e logo chegamos à Capelinha (construção do século XIX). Dali a visão já é linda. Da Capelinha em diante, começam as primeiras subidas, mata mais fechada, mas trilha bem definida. Em menos de uma hora já se chega à Gruta de Lourdes, onde há uma imagem de Nossa Senhora de Lourdes, escondida em meio à densa vegetação. A trilha segue à direita da gruta, e aí começam intermináveis degraus.   À direita, é possível avistar o vale e, bem ao fundo, os imponentes Picos do Sol e do Inficcionado (naquele dia, ainda encobertos pelas nuvens). À esquerda/frente, já era possível ver o Carapuça, numa subida bastante íngreme. Deste ponto em diante, não há mais descanso – degraus e mais degraus em meio à vegetação bastante fechada, o que ajuda muito, pois a trilha quase toda é feita na sombra.
Há um ponto de água em meio às pedras, Pegamos à esquerda desse ponto e continuamos subindo, até um pequeno platô de onde já era possível avistar o santuário lá embaixo, além dos outros picos ao redor. Daí começa o ataque ao cume, por mais uns 45 minutos, mais degraus

Chegamos ao cume às 12h15. Logo pudemos avistar uma casinha em ruínas. Dizem que foi destruída por raios há alguns anos. A vista é maravilhosa. O Santuário, bem abaixo, parece de brinquedo. Do cume é possível ver os 7 Picos do Caraça. Em dias limpos, é possível ver as cidades de Santa Bárbara e Catas Altas, mas havia muitas nuvens naquela direção no dia que fomos. A estada no cume permite momentos maravilhosos de meditação, sem ouvir praticamente nenhum som. É uma paz inexplicável.
Quando ir: A Serra do Caraça tem atrativos para o ano todo. No verão, aproveita-se as lindas cachoeiras da região (sempre com água gelada). Já as trilhas são mais aconselháveis no inverno, quando o tempo é mais seco e o risco de chuva é menor.
Turismo: A região é toda muito rica em ecoturismo. Um pouco antes de chegar à entrada para o Santuário, está a cidadezinha de Cocais, muito famosa na região pelas inúmeras cachoeiras. Além disso, para quem gosta de cidades históricas, Santa Bárbara tem um centro histórico muito bonito, com destaque para a Igreja Matriz. Há, também, a cidade de Catas Altas, “do outro lado” da Serra. Lá, é possível comer bem  ou simplesmente ficar sentado no adro observando as casinhas e a imponência da Serra do Caraça ao fundo.

Quando foi realizada: Julho de 2016
Distância
: 7 km (ida e volta)
Dificuldade: Difícil
Água potável pelo caminho: Não informado
Trilha pela água: Não informado
Tempo estimado: 7 horas
Ingresso entrada: R$ 10,00 por pessoa.  (2016)
Camping pernoite: Não permitido. 
Custo total: R$ 10,00 por pessoa. (2016)
Contato: Consultar o site: http://www.santuariodocaraca.com.br/guias/

VOLTAR AO MENU

LOGÍSTICA

1 – De carro: saindo de Belo Horizonte, pegar a BR-381 sentido Governador Valadares. Acesso no trevo de Barão de Cocais/Santa Bárbara.
2 – Pegar um trem às 7:30 na Estação Central de Belo Horizonte e descer na primeira parada (Estação Dois Irmãos) – precisa de um táxi daí em diante.
3 – Ir de ônibus até a cidade de Santa Bárbara/MG e, de lá, contratar um táxi até o Santuário.
4 – As melhores trilhas do Santuário somente são acessíveis com guia contratado. Não é permitido acampar nas trilhas.

VOLTAR AO MENU

QUANDO IR

  • Ano todo.
VOLTAR AO MENU

TURISMO

SANTUÁRIO DO CARAÇA 

VOLTAR AO MENU

GASTRONOMIA

  • Há um restaurante no Santuário, com comida bem simples, porém saborosa. Entretanto, é preciso fazer a reserva do almoço bem cedo. Outras boas opções de gastronomia estão em Catas Altas (La Viola Brasserie /Restaurante Histórias / Rancho do Pote). Como qualquer boa cidade do interior de MG, encontra-se um bom pão de queijo em qualquer padaria! 
VOLTAR AO MENU

HOSPEDAGEM

  • O santuário possui uma pousada com quartos simples, porém aconchegantes. Quem fica hospedado tem a possibilidade de ver o Lobo Guará (caso ele apareça!), que é alimentado pelos padres e é bastante dócil por isso. Importante lembrar que a pousada do Santuário não tem telefone ou TV no quarto, um convite a se desligar da correria do dia a dia! Uma outra opção, a cidade de Catas Altas está a aproximadamente 40km de distância (cerca de uma hora de viagem, estrada muito sinuosa) e também tem opções de pousadas, desde as mais econômicas até algumas mais charmosas, embora não haja nenhuma de alto luxo. Dica de hospedagem em Catas Altas: Pousada Ecos da Serra (simples e aconchegante) / Pousada das Nascentes, em Morro D’Água Quente (chalés individuais bem ao pé da Serra do  Caraça) / Pousada Vivendas da Serra (pousada nova, edredom maravilhoso, café da manhã completíssimo).
VOLTAR AO MENU

CURIOSIDADES

  • O nome Serra do Caraça se deve ao fato de que, dependendo da perspectiva, a serra tem o formato de um rosto gigante, deitado.
  • Somente quem fica hospedado na Pousada do Santuário do Caraça consegue participar da “Hora do Lobo”, já que o horário de visitação se encerra às 17h. 
  • O Santuário do Caraça completou 400 anos em 2017.
VOLTAR AO MENU

FOTOS

.
VOLTAR AO MENU

DICAS

  • Leve seu lixo de volta, a natureza agradece.
  • A água na Serra do Caraça é gelada o ano todo. Não espere uma cachoeira com água morna mesmo que seja alto verão.
  • A região é bem alta e tem temperaturas amenas, chegando a ficar na casa dos 12ºC no inverno.
  • A cidade de Catas Altas é famosa pelo vinho de Jabuticaba. Há uma festa anual dedicada a ele, com barraquinhas na rua e shows de grandes artistas brasileiros.
  • Muitas informações boas no próprio site do Caraça: http://www.santuariodocaraca.com.br/programe-o-seu-passeio/
VOLTAR AO MENU

MAPA

VOLTAR AO MENU

WIKILOC

Powered by Wikiloc

 

A trilha a cima NÃO foi usada, é apenas uma dica. Mais trilha no link abaixo:
https://pt.wikiloc.com/wikiloc/find.do?q=pico+da+carapu%C3%A7a

VOLTAR AO MENU

Esta viagem foi enviada por Camila Martins e por isso ela ganhou um Viajante de Bolso personalizado.
Envie sua viagem e ganhe um também!
Obrigado Camila!


Opa! Tem algo errado! Quero sugerir uma correção!

Eu gostaria de acrescentar uma informação!